Translate

sábado, 30 de março de 2013

EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL – EPI e o Certificado de Aprovação – CA


EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL – EPI


De acordo com Norma Regulamentadora – 6 [NR-6] é todo dispositivo ou produto, de uso individual utilizado pelo trabalhador, destinado à proteção de riscos suscetíveis de ameaçar a segurança e a saúde no trabalho.


O equipamento de proteção individual, de fabricação nacional ou importado, só poderá ser posto à venda ou utilizado com a indicação do Certificado de Aprovação – CA VÁLIDO, expedido pelo órgão nacional competente em matéria de segurança e saúde no trabalho do Ministério do Trabalho e Emprego.



Sobre o Certificado de Aprovação [CA]

O CA é um documento obtido pelas empresas que fabricam ou importam os Equipamentos de Proteção Individual – EPI.

Sem esse documento [Certificado de Aprovação – CA], essas empresas não podem comercializar no Brasil esses equipamentos com a nomenclatura “EPI”.

[Quer saber como as empresas obtêm o CA? Leia a Portaria DSST 126/2009]

Esse documento [Certificado de Aprovação – CA] tem validade [normalmente de 5 anos, guardado as características de cada EPI].

A validade é do documento [Certificado de Aprovação – CA] e não do equipamento [EPI].

Muito comumente, essa data de validade é confundida com a “validade” do EPI.

Então como devemos definir a validade do EPI?

A validade do EPI depende de uma série de fatores, eis alguns:

  • Uso do EPI adequado para a proteção do risco que foi projetado;
  • Tempo de utilização em contato com os agentes agressores;
  • Lugar adequado de guarda e conservação;
  • Realização regular de higienização;
  • Treinamento do usuário sobre como utilizar o EPI adequadamente;
  • Entre outras situações, guardadas as características de cada EPI.
Portanto, vale lembrar sobre esses fatores, e alguns outros, é que estão relacionados a “validade” do EPI.

Vamos a um exemplo prático:

Uma luva de segurança [tipo látex]. Quanto tempo o funcionário pode utilizá-la, sem, no entanto comprometer a sua própria segurança?

A resposta [além de pensar nos fatores citados acima] está ligada diretamente em como ela foi projetada e produzida por seu fabricante.

Quanto tempo de uso o fabricante aprova para essa luva? [se deve pensar que se a luva rasgar ou furar, a substituição deve ser imediata].

Os fabricantes de luvas de segurança contra produtos químicos elaboram um documento denominado de TABELA DE RESISTÊNCIA QUÍMICA [exemplo abaixo].

Interpretando a Tabela:
A luva de látex é “E” “excelente”para o uso em contato com o produto “ácido muriático” com “PR” ponto de ruptura [vão existir fissuras na trama do látex] em 288 minutos.

TRADUZINDO: Essa luva de látex, pode ficar em contato com esse produto químico, no máximo 288 minutos (esse tempo tem que ser considerado sua vida útil, que após, deve ser descartada adequadamente, de acordo com as politicas de descarte promovidas pela gestão pertinente).

Exemplo: Se for utilizar essa luva em contato com o produto em questão por 30 minutos por dia, é provável que a durabilidade dessa luva seja de nove (9) dias aproximadamente. Mas desde que as condições de higienização (limpeza conforme as orientações do fabricante) sejam adequadas, sua guarda e conservação, utilização conjunta com outros produtos e treinamento para o correto uso, sejam levados em conta.

Caso essas condições não sejam observadas, a durabilidade citada ficará comprometida. A segurança e a saúde do funcionário também.

Sem essas informações, não há como definir o tempo que o EPI vai “durar”.

Infelizmente, cada fabricante possui sua TABELA DE RESISTÊNCIA QUÍMICA, em função dessa situação, nem todas as tabelas são iguais, a dica é:

AO COMPRAR LUVA DE SEGURANÇA CONTRA PRODUTOS QUÍMICOS, PEÇA A TABELA DE RESISTÊNCIA QUÍMICA DO FABRICANTE [esse pedido vai lhe dar uma boa ideia de quanto tempo o EPI [luva] vai conseguir proteger o funcionário com segurança].

Portanto, cada EPI [luva, calçado, cintos, capacetes, roupas, etc. guardadas as suas característica, por exemplo: calçado de segurança não possui tabela de resistência química] possui sua “validade” ou sua SATURAÇÃO de utilização.

Então, qual a validade de utilização de um EPI? Deve ser a validade do CA?

Segurança sempre, em favor de todos, para todos!


Juntos podemos fazer diferença!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário